Log in Page Discussion History Go to the site toolbox

Brainstorming

From BluWiki

Acrescentado por Fbruno69 14:16, 9 March 2006 (EST):

1 - Lateral da Av. da República (idealmente incluindo as próprias laterais do Campo Grande) até ao Saldanha [1] Penso ser bastante utilizado (e se incluir as laterais do Campo Grande permite ligar a Cidade Universitária à Biblioteca Nacional, que poderá potenciar ainda mais, embora aí já exista uma ciclovia que, embora esteja bastante degradadada, é habitualmente utilizada por ciclistas) e é bastante visível.

2 - Laterais da Av. da Liberdade Bastante visível, a sua utilização talvez não seja grande.

3 - Corredor BUS desde o Conde Barão até ao Cais do Sodré - passando pela R. da Boavista e R. de S. Paulo - e até à Praça do Municipio Percurso plano e recto, com visibilidade para a CML; a utilização hoje não deve ser muito grande, mas também pode ser facilmente expandido principalmente se conseguirmos prolongar isto para a Infante Santo e travessia para a Av. da India (grande utilização ao fim de semana) Esta opção implica a necessária alteração das disposições regulamentares de modo a que as bicicletas sejam autorizadas nos corredores BUS;

4 - Via do Porto de Lisboa (não sei o nome), desde Sta Apolónia até aos armazens [2] junto à Expo (prolongar para ligar à Expo é complicado devido à Castelimo) Muito utilizado principalmente ao fim de semana, não sei se terá muita visibilidade exactamente por ser feito por uma via 'lateral' - se se conseguir assinalar uma travessia em Sta Apolónia para o Largo do Museu da Artilharia e Rua do Jardim do Tabaco, permite prolongar por uma rua calma (por oposição da Av. que eu normalmente utilizo) e fazer a ligação à Praça do Comércio e CML. A barreira no final da Via do Porto deverá ser alterada para evitar que tenhamos que subir o passeio.

Todos estes trajectos cicláveis já existem e são mais ou menos utilizados. Para se dar visibilidade falta simplesmente marcá-los como tal. a) Sinalização vertical e pintura no chão de símbolos tipo este [3]
b) Divulgação quer nos orgãos da Câmara, bem como pelos diversos orgãos de informação e sessões de esclarecimento junto dos operadores de transportes públicos (contacto com a FPCUB pode facilitar pois pelo menos a Carris tem um Clube Desportivo que é sócio da FPCUB...)
c) criação de pequenos panfletos e mapas 'ciclistas' para distribuição pelas lojas e clubes interessados, bem como pela população da cidade
d) inclusão de parques para bicicletas em diversos pontos ao longo das rotas, principalmente nos pontos de interesse público (perto das estações de Comboio, CML, BN, jardins ao longo dos percursos


Acrescentado por Lumo 21:51, 20 March 2006 (EST):

O Manuel João Ramos, da ACA-M, alertou para a existência de fundos (supostamente da UE) para "investimentos no domínio da segurança rodoviária", fundos administrados pela DGV, com esta documentação (infelizmente não totalmente acessível).


Acrescentado por Lumo 14:45, 19 April 2006 (EDT)

Numa conferência na Gulbenkian sobre mobilidade, a que infelizmente assisti apenas parcialmente e através da Internet, ouvi uma intervenção do Prof. José Manuel Viegas, do Instituto Superior Técnico. Ele falou sobre a questão das bicicletas, e diz que o grande problema é a falta de massa crítica (sic, curiosa referência), e que é muito difícil passar de uma taxa de utilização de bicicleta de 1/1000 para 5 ou 10%: há um grande risco da subida vertiginosa de acidentes e mortes. É preciso, segundo ele, uma grande sensibilização dos automobilistas. Para tal, propõe que, ao domingo, se reservem as avenidas principais de Lisboa (falou da República e Fontes Pereira de Melo), na sua parte mais nobre, à utilização exclusiva de bicicletas, passando o resto do tráfego para a parte secundária da via. Assim, ao fim de um ano ou mais, os automobilistas dar-se-iam conta da existência de bicicletas... Acho que se devia propor isto.

Outra questão levantada em relação às bicicletas foi a partilha do corredor BUS. O mesmo orador disse que isso foi tentado em Paris e que a velocidade média dos autocarros desceu... Não sei até que ponto será verdade (não foi quantificado, nem caracterizado temporalmente), mas tem de se ter alguma atenção a isso.

Site Toolbox:

Personal tools
GNU Free Documentation License 1.2
This page was last modified on 19 April 2006, at 18:59.
Disclaimers - About BluWiki